Dor nas costas ao dirigir

080fa38950db65fb7cf5b8a55e7025fcSegundo a organização mundial da saude, 90% da população mundial tem ou já teve algum tipo de dor nas costas. Trabalhar na mesma posição por muitas horas contribui para o surgimento do problema. Mas não é só dentro do escritório que as dores aparecem. Muita gente, que passa boas horas do dia ao volante do automóvel, algo cada dia mais comum com os frequentes congestionamentos das grandes cidades, não se dá conta de um grande vilão: o banco do carro. Ao adquirir um automóvel, poucos percebem a diferença entre os diversos modelos. Mais do que confortável e moderno, o assento deve ser anatômico.

 Quando estamos dirigindo o tensionamento dos músculos é natural, afinal estamos em “alerta” o tempo todo. Então um ajuste errado do banco pode gerar um desconforto que pode se transformar numa tremenda dor nas costas. Uma inclinação muito acentuada do encosto “desgruda” suas costas e isso causará dores no pescoço e ombros. O ideal é manter a coluna confortável, acomodada no encosto. A altura do banco depende da estatura do condutor, o importante é que ele não fique forçando o pescoço nem para baixo (assento muito alto) nem para cima (muito baixo).

 Para algumas pessoas que sofrem dores na região lombar, é aconselhável o uso de uma almofadinda ou um rolinho com uma toalha, que deve ser colocada na junção do assento com o encosto. Isto irá acomodar melhor a região. Pense que o banco do carro deve funcionar como um cockpit de um Fórmula 1, onde você deve estar bem preso.  Nada de ficar “dançando” a cada curva.

 Outro vilão para as costas é a carteira guardada no bolso de trás da calça. Este hábito, muito comum entre os homens, é um grande estimulador para atacar o nervo ciático, causando dores lombares que irradiam para as pernas.

 Para quem vai pegar a estrada, é aconselhável que faça paradas a cada duas horas, quando deve-se esticar as pernas e braços. Caminhe um pouco, dê uma alongada para relaxar os músculos e boa viagem.

 Sempre é bom ter claro que passamos muitas horas dirigindo, mas muitas vezes nem nos damos conta disso. Só que esses pequenos erros, que podem parecer simples e causam um pequeno desconforto muscular, podem gerar grandes transtornos amanhã.

Posted in: